Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Itaipu abre comportas e libera quase meia Cantareira por segundo

Reservatório da hidrelétrica precisa se livrar do excesso de água causado pelas chuvas dos últimos dias

Por Eduardo Gonçalves 16 out 2015, 21h34

Enquanto os reservatórios do Sudeste e do Nordeste sofrem com a falta de chuvas, na Usina Hidrelétrica de Itaipu, em Foz do Iguaçu (PR), sobra água para produzir energia e até para “jogar fora”. Nesta sexta-feira, a usina abrirá as comportas a partir das 23 horas.

O objetivo é evitar que o excesso de águas, causado pelas fortes chuvas dos últimos dias, inunde cidades localizadas no entorno dos rios que abastecem a hidrelétrica. O volume de água liberado pode chegar a 3,8 metros cúbicos por segundo. Isso representa quase 40% de todo o volume captado pelo Sistema Cantareira para o consumo dos moradores da Grande São Paulo.

Apesar de ser uma atração turística, a abertura das comportas costuma ser evitada a todo o custo pela equipe técnica de Itaipu, já que libera água que poderia ser usada para produção da energia. Segundo a assessoria de imprensa da instituição, a hidrelétrica produz menos energia do que é capaz. A produção é de 12 000 megawats-hora, e a capacidade, de ante 14 000. A última vez que isso aconteceu foi em julho deste ano.

“Queremos aproveitar o máximo da água para transformar em megawatts-hora e armazenar o restante no reservatório. Neste caso, a fartura de água é tão grande que vamos verter”, disse, em nota, o superintendente de operação, Celso Torino.

Leia também:

Dólar alto é o novo vilão das contas de luz; aumento pode chegar a 9,5%

Continua após a publicidade
Publicidade