Clique e assine a partir de 8,90/mês

IPCA perde força e sobe 0,35% em junho

Inflação oficial ficou bem abaixo da registrada no mês anterior, de 0,78%, mas chega a 8,84% no acumulado em 12 meses, segundo o IBGE; feijão liderou alta

Por Da Redação - 8 jul 2016, 09h21

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 0,35% em junho, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira. No mês anterior, o IPCA, considerado o indicador oficial de inflação do país, havia subido 0,78%.

No acumulado de doze meses até junho, o índice subiu 8,84%. Até maio, a inflação acumulada em doze meses era de 9,32%.

O feijão foi o produto que mais encareceu no mês passado. O preço do feijão carioca, o mais consumido no país, subiu 41,78% em junho e acumulou alta de 105,26% em doze meses. O do mulatinho, por sua vez, avançou 34,15% no mês e 96,99% em doze meses.

A alta dos preços ficou pouco abaixo da esperada por analistas. Segundo pesquisa da agência Reuters, a expectativa era de alta de 0,37% em junho, o que levaria o IPCA acumulado em doze meses para 8,87%.

Mesmo com a queda em relação a maio, a inflação segue bastante acima da meta perseguida pelo Banco Central. Para 2016, o centro da meta é de 4,5%, com tolerância para chegar a 6,5%.

Segundo a edição mais recente da pesquisa Focus, do BC, na qual são ouvidos semanalmente 100 economistas de mercado, a expectativa para este ano é de IPCA de 7,27%. Para 2017, a expectativa é de 5,43%, pouco acima do centro da meta, mas dentro da margem de tolerância, que é de 6% para o ano que vem.

(Com Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade