Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Investimento em portos deve ser anunciado no fim do mês

Pacote de infraestrutura preparado pelo governo federal deve somar 60 bilhões de reais em cinco anos

O anúncio do governo sobre investimentos nos portos deve ser feito mesmo só no final do mês. “Existe a possibilidade de sair amanhã (quarta-feira), sim, mas preponderantemente o que vimos é que talvez saísse primeiro (os investimentos em) rodovia e ferrovia e talvez portos ficasse para o final do mês”, disse o superintendente de Portos da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Mário Povia. Amanhã, o governo federal começará a anunciar investimentos em infraestrutura que devem somar 60 bilhões de reais em cinco anos.

Segundo ele, o anúncio deve trazer informações do novo marco regulatório do setor, como a questão da participação privada na gestão dos portos, atualmente nas mãos de autoridades públicas. Hoje, praticamente 100% das operações nos portos é privada, mas os investimentos em infraestrutura e a gestão são feitos pelo setor público.

Leia mais:

Governo prepara reforma geral do setor portuário brasileiro

BNDES deve financiar até 40% de recursos para portos

“Não sabemos se haverá a flexibilização da participação do setor privado nesses segmentos, mas há uma ideia do governo de tornar mais efetiva a participação de investimentos privados no setor portuário”, afirmou a jornalistas durante o Santos Export 2012, evento que está sendo realizado no Guarujá. Questionado se isso deve ser definido no anúncio que o governo deve fazer até o final do mês, ele disse acreditar que sim.

Sobre a licitação dos terminais cujas concessões já venceram ou estão por vencer, a previsão é que serão feitas novas licitações. Mas, por serem muitos terminais, talvez isso ocorra por etapas, numa solução de “curto prazo”. “Como se concentram muitos terminais e fazer essas licitações todas ao mesmo tempo envolve um esforço muito grande para a contratação de estudos e definição da modelagem, é possível que se encontre uma saída de curto prazo, de se fazer isso ao longo de um certo período”, afirmou. Mais de 70 terminais devem ser licitados pela União.

Leia também:

Governo planeja novas concessões em infraestrutura

Com um olho no PIB e outro no mensalão, Dilma prepara mês dos pacotes