Clique e assine a partir de 9,90/mês

Investidores podem tirar US$ 12 bi do Brasil, diz Deutsche Bank

Possível perda de grau de investimento pela Moody's coloca em risco investimentos de fundos e gestores em bancos brasileiros

Por Da Redação - 11 dez 2015, 09h18

Gestores e fundos de todo o mundo terão de tirar do Brasil 12 bilhões de dólares em bônus de bancos brasileiros se a nota do país for rebaixada pela Moody’s, segundo previsão do Deutsche Bank. Na quarta-feira, a agência de classificação de risco colocou o rating brasileiro em revisão, indicando que o Brasil pode perder o título de bom pagador em até três meses.

Em setembro, o Brasil já havia perdido o grau de investimento na escala da Standard & Poor’�s (S&P). Quando duas agências de classificação de risco colocam um emissor em “grau especulativo”, a política de investimento dos fundos prevê que gestores são obrigados a vender determinados ativos. “Muitas análises sugerem que não era uma grande surpresa dado que a S&P já tem o soberano do Brasil em BB+”, ponderam os analistas do banco em análise enviada ontem aos clientes.

O banco alemão nota, porém, que o momento da decisão deve indicar que o Brasil pode perder o título de bom pagador antes do previsto. “Nossos economistas de mercados emergentes destacaram que, nesse passo, parece que o Brasil vai perder o status de grau de investimento de pelo menos duas agências um pouco mais rápido do que eles esperavam.”

Os economistas ainda ressaltam que o potencial de perda do grau de investimento tem sido bem sinalizada no mercado. “Então, o atual posicionamento provavelmente já reflete isso”, cita o relatório.

Continua após a publicidade

Leia mais:

Marcelo Odebrecht deixa a presidência da empreiteira

Moody’s deixa Vale a um passo de perder grau de investimento

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade