Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Investidores estrangeiros reduzem exposição às dívidas espanhola e italiana

Processo é contínuo e há risco de fuga se não ocorrer melhoria nas condições econômicas da Espanha e Itália, diz Fitch

Por Da Redação
23 Maio 2012, 09h02

A proporção de detentores estrangeiros de dívida pública espanhola e italiana diminui constantemente e esta tendência seguirá nos próximos trimestres, a menos que a situação de ambos os países seja modificada, indicou nesta quarta-feira a agência de classificação Fitch. “Os bancos, financiados com dinheiro barato pelo Banco Central Europeu, substituíram os investidores institucionais internacionais”, explica a agência em comunicado.

No caso da Espanha, a proporção de detentores estrangeiros de dívida pública alcançou 34% no primeiro semestre de 2012, contra os 40% no fim de 2011 e mais de 60% em 2008, segundo os cálculos da Fitch.

Na dívida italiana, a situação é um pouco diferente e a fuga dos investidores estrangeiros – que em 2008 representavam 50% dos detentores da dívida – é menos importante. Destaca-se ainda que na Itália o movimento começou mais tarde que na Espanha, no terceiro trimestre de 2011. “No entanto, a parte de não residentes detentores de dívida italiana caiu 32% (no primeiro trimestre de 2012) e continua caindo, embora o ritmo seja mais lento”, explica Fitch.

“A Fitch considera que existe um risco elevado de fuga (dos detentores estrangeiros) na Espanha e na Itália nos próximos trimestres, a menos que se forme uma base estável de investidores estrangeiros com vontade de se arriscar, ou que melhorem as perspectivas econômicas na Espanha e na Itália”, acrescenta a agência.

(Com agência Reuters)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.