Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Investidor europeu busca segurança fora da zona do euro

Por Eduardo Magossi

Nova York – Investidores do sul da Europa, temerosos com a saúde de seus bancos e com o futuro do euro, estão cada vez mais acumulando seu dinheiro e investimentos em produtos variados fora da zona do euro, afirmam banqueiros e autoridades de governo, segundo o Wall Street Journal.

Em um sinal de problemas para os bancos europeus, investidores da Grécia, Portugal e Itália estão perguntando a banqueiros e advogados sobre maneiras de proteger seu dinheiro em caso de falência de bancos da zona do euro ou um colapso do próprio euro. Alguns estão convertendo seus depósitos em francos suíços. Outros estão comprando imóveis fora da área de união monetária, em locais como Londres, ou criando sociedades de investimento para manter sua riqueza em jurisdições distantes, como Cingapura e Bahamas.

Enquanto líderes europeus acreditavam que o acordo feito em 9 de dezembro, de um pacto fiscal para uma zona do euro mais forte, fosse acalmar os investidores, as tensões permaneceram em alta na semana passada, quando o euro atingiu seu nível mais baixo ante o dólar desde janeiro. Entretanto, no primeiro leilão da Itália desde o pacto, o governo teve que pagar um retorno recorde para a era do euro, de 6,47% ao ano, para vender seu papel de 5 anos, mais alto que os 6,29% registrados há um mês.

Como resultado, o capital deve continuar a sair da região e esta migração deve se intensificar, dizem analistas. Com a exceção da Grécia, os volumes ainda estão em níveis pequenos, mas o risco de um enorme êxodo permanece elevado. As informações são da Dow Jones.