Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Inflação pelo IPC-S acelera a 0,78% na 3a quadrissemana

SÃO PAULO, 23 Dez (Reuters) – O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) acelerou a alta para 0,78 por cento na terceira quadrissemana de dezembro, ante 0,72 por cento na segunda leitura do mês, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta sexta-feira.

Foi a maior taxa desde a terceira quadrissemana de maio, quando o indicador subiu 0,96%.

Cinco das sete classes de despesa que compõem o IPC-S aceleraram a alta, de acordo com a FGV. As principais contribuições para esse movimento vieram dos grupos Transportes e Alimentação. Nesses grupos destacaram-se, respectivamente, os itens: Gasolina, com alta de 1,12 por cento, e Alimentação Fora, com elevação de 0,75 por cento.

Os grupos Vestuário, com alta de 1,21 por cento, Saúde e Cuidados Pessoais, com inflação de 0,68 por cento, e Educação, Leitura e Recreação, com elevação de 0,51 por cento, também apresentaram acréscimo em suas taxas de variação.

Em contrapartida, os grupos Habitação e Despesas Diversas desaceleraram a alta de preços, com destaque para Tarifa de Eletricidade Residencial, cuja inflação baixou para 0,93 por cento, e Alimento para Animais Domésticos, que registrou deflação de 0,38 por cento.

O IPC-S abrange dados coletados em Recife, Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e Porto Alegre. Apesar de a divulgação ser semanal, a apuração das taxas de variação leva em conta a média dos preços coletados nas quatro últimas semanas até a data de fechamento.

A próxima apuração do IPC-S, com dados coletados até o dia 31 de dezembro, será divulgada no dia 2 de janeiro.

(Por Hélio Barboza)