Clique e assine a partir de 9,90/mês

Inflação nas economias desenvolvidas recua para 2,9%

Por Da Redação - 31 jan 2012, 11h03

Por Clarissa Mangueira

Londres – A taxa anual de inflação nas economias desenvolvidas recuou para 2,9% em dezembro, atingindo o seu nível mais baixo desde abril de 2011, de 3,1% em novembro, segundo dados da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Entre os membros da organização, a taxa anual da inflação foi mais alta na Turquia, onde os preços subiram 10,4% em dezembro, de 9,5% em novembro. Já a taxa anual de inflação do Brasil, que não é membro da OCDE, ficou em 6,5% em dezembro, ante 6,6% em novembro.

A queda da taxa anual inflação de todos os membros da OCDE foi puxada pelos preços da energia, que subiram 8,1% em dezembro, em bases anuais, desacelerando o aumento de 11,6% em novembro. No entanto, a inflação de preços de produtos não alimentícios aumentou para 4,4% em dezembro, em bases anuais, de 4,1% em novembro. Os preços de bens e serviços, excluindo energia e alimentos, ficou inalterado em 2% em dezembro, em bases anuais.

Na Europa, a taxa de inflação foi de 3,5% em dezembro, ante 3,7% em novembro. Nos EUA, os preços aumentaram 3% em dezembro, ante alta de 3,4% em novembro. Ainda segundo a organização, os preços no Japão e na Suíça em dezembro foram menores que os observados no mesmo período de 2010. Entre os outros países que não fazem parte da OCDE, a taxa de inflação recuou fortemente na Rússia, e caiu menos dramaticamente na China e Indonésia. No entanto, a taxa de inflação acelerou na África do Sul. As informações são da Dow Jones.

Publicidade