Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Inflação na eurozona fica acima das expectativas em dezembro

Aumento dos preços de alimentos e serviços compensou uma queda nos custos de energia na zona do euro e inflação permaneceu em 2,2% no mês

Por Da Redação 4 jan 2013, 08h06

O aumento dos preços de alimentos e serviços compensou uma queda nos custos de energia na zona do euro e manteve a inflação estável em dezembro, apesar de expectativas de desaceleração, potencialmente sinalizando uma pequena retomada nos gastos durante o Natal.

A inflação anual nos 17 países que usam o euro como moeda comum ficou em 2,2% em dezembro, o mesmo nível registrado em novembro, informou nesta sexta-feira a agência de estatísticas da União Europeia (UE), Eurostat, e acima no nível de 2,1% previsto por economistas.

Leia também:

Europa não sairá da crise antes de 2014, diz BCE

Merkel: crise da zona do euro está longe do fim

Os preços de alimentos ao consumidor subiram 3,1% no mês, uma leve alta em relação a novembro, enquanto os custos de serviços, que equivalem a 40% do índice da Eurostat, também avançaram. Os preços de energia subiram 5,2%, comparado a alta de 5,7% em novembro e marcando uma desaceleração gradual desde dezembro de 2011.

A queda dos preços mundiais de energia e a relutância dos europeus em gastar em meio a uma recessão na zona do euro diminuíram os níveis de preços ao consumidor do bloco durante o ano passado. Muitos economistas esperam que a inflação caia abaixo da meta do Banco Central Europeu (BCE) de perto, porém não acima, de 2% durante 2013.

(com agência Reuters)

Continua após a publicidade

Publicidade