Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Inflação menor é fator positivo para rating da China–Moody’s

PEQUIM, 28 Mai (Reuters) – Uma taxa de inflação moderada na China abre boas perspectivas para o seu rating de crédito soberano, apesar da incerteza sobre o impacto do aprofundamento das tensões econômicas provenientes da Europa, informou nesta segunda-feira a agência de classificação de risco Moody’s Investors Service.

Diminuir as pressões sobre os preços seria, provavelmente, o desenvolvimento mais significativo para a economia chinesa desde que a Moody’s publicou sua última análise de crédito formal das finanças do país em 26 de abril, disse o vice-presidente sênior e diretor de crédito regional de risco soberano em Cingapura, Thomas Byrne.

“A inflação diminuiu. Isso é definitivamente um ponto positivo, pois dá às autoridades monetárias um pouco mais de espaço para estimular a economia”, disse Byrne a repórteres em Pequim, onde a Moody’s realiza uma conferência com clientes na terça-feira.

“Isso é provavelmente a maior mudança para o positivo.”

No mês passado, a Moody’s confirmou o rating soberano A3 da China e disse que as perspectivas permaneceram positivas, apoiadas por boas perspectivas de crescimento a médio prazo e pela forte dinâmica da dívida do governo, acrescentando que as exposições comerciais e financeiras aos problemas da zona do euro são de moderadas a baixas.

A perspectiva para o rating é positiva desde novembro de 2010. Uma perspectiva positiva implica que as próximas ações sobre os ratings sejam provavelmente de elevação, supondo que as tendências observadas no momento continuem na mesma direção.

A Moody’s normalmente tem um prazo de dois anos para tomar uma ação sobre ratings após a emissão de uma perspectiva, sugerindo que é provável uma decisão sobre uma mudança do rating da China em novembro de 2012.

(Reportagem de Nick Edwards)