Clique e assine a partir de 8,90/mês

Inflação: dos 20 produtos que mais subiram em agosto, 15 são alimentos

Frutas, carnes e vegetais puxaram alta do IPCA no período; Limão foi o produto que mais subiu no mês: 42,25%

Por Larissa Quintino - 9 set 2020, 10h51

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acelerou 0,24% em agosto, motivado em grande parte pelo preço dos alimentos, que acelerou 0,78%. Desde junho, com a retomada do consumo e a reabertura gradual das atividades, o índice de inflação vem dando sinais de avanço. Apesar da inflação de agosto ter sido maior que em julho, o peso dos alimentos neste mês subiu de 0,01% para 0,78% em agosto  e tem tornado mais cara as idas ao supermercado mais caras. O índice como um todo, entretanto, se mantém comportado, já que a cesta de produtos engloba outros setores como transportes, habitação e educação, muitos deles com demanda afetada pela crise de Covid-19 e que, por isso, tiveram queda nos preços.

Dos 20 itens que tiveram maior variação positiva de preço em agosto, 15 são alimentos: frutas, carnes e vegetais. O limão foi o produto que mais subiu no mês: 42,25% de variação. O arroz, que tem gerado reclamações presidenciais e chegou a virar piada na internet acelerou 3% no período e não entra no top das altas. Mas, no acumulado do ano, está na lista dos mais caros, com aumento acumulado de 19,25%. Confira, abaixo, o comportamento do IPCA, o índice de inflação oficial do país.

Publicidade