Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Inflação do aluguel desacelera para 0,38% em fevereiro

Segundo FGV, o IGP-M de janeiro havia crescido para 0,48%. Ainda assim, resultado ficou acima das projeções do mercado

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) subiu 0,38% em fevereiro, ante elevação de 0,48% em janeiro, em meio a uma desaceleração da alta dos preços tanto no atacado quanto no varejo. O resultado divulgado nesta quinta-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV) ficou acima da expectativa do mercado, de alta de 0,30%, de acordo com a mediana de 27 projeções.

Um dos subindicadores do IGP-M, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60% do índice geral, teve alta de 0,27% em fevereiro, ante avanço de 0,31% no mês anterior.

Já o Índice de Preços ao Consumidor, com peso de 30% no índice geral, desacelerou para alta de 0,70%, contra 0,87% em janeiro. Por fim, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou elevação de 0,44%, desacelerando ante alta de 0,70% vista no mês anterior. O INCC responde por 10% do IGP-M.

Leia mais:

Justiça determina que FGTS seja corrigido pelo índice de inflação

Inflação deve subir nos meses da Copa, dizem economistas

Em prévia, inflação acelera para 0,70% em fevereiro

Na quarta-feira, o Banco Central elevou a taxa básica de juros para 10,75% ao ano, oitava elevação consecutiva. O aumento, porém, foi menor do que o visto na última reunião, quando o BC subiu em 0,5 ponto porcentual a Selic. Isso, segundo analistas, é sinal de que a autoridade monetária vê sinais de arrefecimento da inflação neste início de ano, além de refletir a fraqueza da atividade econômica.

O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de energia elétrica e aluguel de imóveis.

(com agência Reuters)