Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Inflação do aluguel desacelera para 0,26% em julho

Depois de registrar expansão de 0,75% em junho, o IGP-M tem queda em seus três indicadores - IPA, IPC e INCC - em julho

Por Da Redação 30 jul 2013, 08h28

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado para reajustar contratos de aluguel, desacelerou de 0,75% em junho para 0,26% em julho, conforme informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta terça-feira. O indicador ficou dentro do intervalo das estimativas dos analistas do mercado financeiro, de 0,20% a 0,38%, mas abaixo da mediana de 0,28%.

De acordo com a FGV, em 12 meses o IGP-M acumula alta de 5,18% e no ano, 2,01%. Em 12 meses até junho, o IGP-M havia somado alta de 6,31%.

Entre os três indicadores que compõem o IGP-M, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60% do índice geral, teve alta de 0,30% em julho, ante avanço de 0,68% no mês anterior.

Enquanto isso o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), com peso de 30%, teve queda de 0,07% frente a alta de 0,39% em junho. Por fim, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), com peso de 10% no índice geral, registrou elevação de 0,73%, contra 1,96% no mês anterior.

Leia mais:

Prévia da inflação desacelera para 0,07% em julho

Continua após a publicidade

Confiança da indústria cai para menor nível em 4 anos

O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de energia elétrica e aluguel, e calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.

O nível elevado de inflação recentemente abalou a confiança do consumidor, que atingiu em julho o menor nível desde maio de 2009, segundo a FGV.

(com agência Reuters e Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade