Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Indústria enfrenta restrição ao crédito maior que em crise de 2008

Estudo da CNI mostra ainda que os empresários estavam insatisfeitos com o lucro e com a situação financeira no terceiro trimestre

Por Da Redação 22 out 2015, 11h46

As incertezas em relação ao cenário econômico atual e aumento da taxa de juros dificultaram ainda mais o acesso das empresas ao crédito. O indicador de facilidade de acesso ao crédito caiu pelo sétimo mês consecutivo e ficou em 29,9 pontos em outubro, segundo a Sondagem Industrial, divulgada nesta quinta-feira pela Confederação Nacional da Indústria.

“A dificuldade de acesso ao crédito é maior que a observada no auge da crise financeira de 2008 e 2009”, ressalta a Confederação. Conforme a metodologia da pesquisa, o indicador varia de zero a cem pontos e quando está abaixo dos 50 revela dificuldade na obtenção de financiamentos. Quanto menor o índice, maior é a dificuldade.

O estudo mostra ainda que os empresários estavam insatisfeitos com o lucro e com a situação financeira no terceiro trimestre. O indicador de margem de lucro operacional ficou em 32,7 pontos e o de satisfação com a situação financeira foi de 38,9 pontos, ambos abaixo da linha divisória dos 50 pontos. De acordo com os industriais, os preços das matérias-primas também subiram no terceiro trimestre. O indicador passou para 69,2 pontos e ficou acima dos 50 pontos, que separa o aumento da queda dos preços.

A Confederação destaca, entretanto, que a indústria conseguiu ajustar parcialmente o excesso de estoques. “O início de um processo de ajuste dos estoques é muito positivo, porque, se consolidado, abre caminho para o aumento futuro da produção”, diz o gerente-executivo de Política Econômica da CNI, Flávio Castelo Branco.

(Da redação)

Leia também:

Senado aprova aumento de limite de crédito consignado de 30% para 35%

Bancos suspendem novos empréstimos consignados a servidores federais

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)