Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Indústria britânica estabiliza, mas risco de recessão persiste

PMI de dezembro ficou em 49,6 ante leitura revisada para cima de 47,7 no mês anterior

Por Da Redação - 3 jan 2012, 08h26

O setor manufatureiro britânico superou as expectativas em dezembro e deu sinais de estabilização após um declínio de dois meses, segundo uma pesquisa da Markit/CIPS. O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) subiu para 49,6, ante leitura revisada para cima de 47,7 em novembro, informou o Markit.

No entanto, o número ainda ficou abaixo da marca de 50, fato que sinaliza contração na atividade, mesmo que apenas por pouco. Dessa forma, o risco de outra recessão persiste no país. O agravante é que, no quarto trimestre como um todo, o setor registrou seu pior desempenho desde o segundo trimestre de 2009, quando a Grã-Bretanha estava em profunda recessão, afirmou o economista do Markit, Rob Dobson.

Estagnação – O Banco da Inglaterra, banco central do país, vê a economia estagnada até a metade do próximo ano. Alguns formuladores de política têm alertado que a economia pode cair em um ou dois trimestres, conforme a crise do euro pesa sobre a confiança do empresariado e consumidores cortam gastos.

(com Reuters)

Publicidade