Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Indústria avança 0,7% em setembro, aponta IBGE

Resultado veio abaixo da expectativa de analistas ouvidos pela Reuters, que apostavam em uma expansão de 1,20% na comparação com o mês de agosto

Por Da Redação
1 nov 2013, 08h36

Depois de ter ficado estagnada em agosto, a produção industrial nacional registrou expansão de 0,7% em setembro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira. Apesar da alta, o número veio abaixo da expectativa de analistas ouvidos pela Reuters, que esperavam crescimento de 1,20% na comparação com agosto.

Leia também:

Confiança da indústria recua 0,2% em outubro

Mercedes anuncia mais R$ 1 bi em investimentos no Brasil

Continua após a publicidade

No índice acumulado nos nove meses, a indústria cresceu 1,6% frente a igual período do ano anterior. Já na comparação com igual mês do ano anterior, o setor industrial cresceu 2,0% em setembro de 2013, número também abaixo das estimativas do mercado, que apostavam em expansão de 2,80%.

Na comparação mensal, segundo o IBGE, a principal influência positiva foi registrada por veículos automotores (6,2%). Outras contribuições positivas relevantes sobre o total da indústria vieram de outros equipamentos de transporte (8,6%), outros produtos químicos (2,7%), perfumaria, sabões, detergentes e produtos de limpeza (8,4%), farmacêutica (2,5%), produtos de metal (1,4%) e indústrias extrativas (0,8%).

O instituto mostrou ainda que treze atividades da indústria registraram queda na produção em setembro, ante agosto. Dentre esses setores, os desempenhos de maior importância para a média global foram verificados em edição, impressão e reprodução de gravações (-12,2%) e refino de petróleo e produção de álcool (-4,5%). A Pesquisa Mensal da Indústria mostra ainda a contração nos setores de vestuário e acessórios (-10,5%), máquinas, aparelhos e materiais elétricos (-2,5%), alimentos (-0,4%), material eletrônico, aparelhos e equipamentos de comunicações (-2,0%) e máquinas e equipamentos (-0,5%).

Continua após a publicidade

Leia ainda:

Custo de construção civil desacelera 0,33% em outubro

Emprego na indústria tem maior recuo em mais de 4 anos

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.