Clique e assine com 88% de desconto

Índices futuros indicam abertura em alta em Nova York

Por Da Redação - 17 jul 2012, 10h33

Por Sergio Caldas

Nova York – Os índices futuros das bolsas de Nova York apontam para uma abertura em alta no pregão desta terça-feira, sustentados pelo otimismo dos investidores com o depoimento do presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, ao Congresso.

Existe a expectativa de que Bernanke sinalize a disposição do Fed, o banco central dos EUA, de adotar novas medidas de estímulo para garantir a recuperação da economia norte-americana. Bernanke fala nesta terça-feira no Senado. Na quarta-feira o depoimento será repetido na Câmara.

Às 10h15 (de Brasília), no mercado futuro, Dow Jones subia 0,36%, Nasdaq avançava 0,56% e S&P 500 ganhava 0,45%.

Publicidade

Os números da inflação dos EUA, divulgados nesta terça-feira não afetaram os futuros em Nova York. Segundo o Departamento do Trabalho, o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) dos EUA ficou estável em junho ante maio, enquanto o núcleo do CPI, que exclui variações nos preços de alimentos e energia, subiu 0,2%. O resultado do núcleo veio em linha com as expectativas, mas a previsão de economistas ouvidos pela Dow Jones para o índice cheio era de uma elevação de 0,1%.

Entre os destaques no pré-mercado estavam a Coca-Cola e o Goldman Sachs, cujas ações subiam 1,6% e 1,9%, respectivamente, depois de as empresas anunciarem lucros e receita mais altos do que o esperado para o segundo trimestre. Já o Yahoo! avançava 1,6% depois de nomear Marissa Mayer, vinda do Google, como a nova executiva-chefe da empresa. A Intel ganhava 0,4% antes de anunciar os números de seu desempenho trimestral, após o fechamento do mercado.

Por outro lado, a Johnson & Johnson recuava 1,3% antes da abertura das bolsas. Embora o lucro trimestral da empresa tenha superado as expectativas, a receita veio abaixo do esperado. As informações são da Dow Jones.

Publicidade