Clique e assine a partir de 9,90/mês

Índices de ações fecham em queda em Nova York

Por Da Redação - 9 jul 2012, 18h41

Por Ricardo Gozzi

São Paulo – A alta dos yields dos bônus da Espanha e a expectativa com o início de uma temporada de balanços trimestrais sem brilho manteve os investidores de lado nesta segunda, o que fez com que os índices de ações de Nova York fechassem em ligeira queda hoje.

O tom negativo nas bolsas norte-americanas foi atenuado pela firmeza do euro ante o dólar, o que fez com que as ações chegassem ao fechamento relativamente longe das mínimas da sessão. Isso não impediu, no entanto, o terceiro fechamento consecutivo em queda na bolsa de valores de Nova York.

O índice Dow Jones, por exemplo, chegou a cair 86 pontos, mas fechou em queda de 36,18 pontos (0,28%), a 12.736,29 pontos. O índice Standard & Poor’s 500 recuou 2,22 pontos (0,16%), terminando em 1.352,46 pontos. O Nasdaq, por sua vez, caiu 5,56 pontos (0,19%), para 2.931,77 pontos.

Continua após a publicidade

“A questão é que há incerteza demais em relação ao crescimento da economia global”, disse John Toohey, gerente de carteira da USAA em San Antonio, que ajuda a administrar uma carteira de US$ 50 bilhões.

Ao mesmo tempo, a expectativa dos investidores para a temporada de balanços não é das melhores, principalmente depois de dezenas de companhias listadas na bolsa de Nova York terem advertido que seus lucros provavelmente viriam piores que as projeções originais por causa da desaceleração da economia global.

Logo depois do fechamento, a siderúrgica Alcoa deu início à temporada de balanços do segundo trimestre. Os papéis da empresa fecharam em alta de 0,4% na bolsa de Nova York, antes do anúncio de prejuízo de US$ 2 milhões entre abril e junho. As informações são da Dow Jones.

Publicidade