Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Índice estima consumo de calçados 15% maior este ano

Por Beatriz Bulla

São Paulo – Um levantamento da Pyxis Consumo, ferramenta do Ibope Inteligência que dimensiona mercados, revela que os brasileiros devem gastar R$ 36,57 bilhões em calçados neste ano. Pelo mesmo indicador, a cifra representa um aumento de 15,29% na comparação com 2011, quando a projeção foi de R$ 31,72 bilhões.

A estimativa de alta do consumo pode refletir as recentes ações do governo, de redução das taxas de juros, expansão do crédito e valorização do dólar frente ao real. Segundo Abdala Jamil Abdala, diretor da Associação Brasileira das Indústria de Calçados (Abicalçados), o cenário também pode impulsionar a 44ª Feira Internacional da Moda em Calçados e Acessórios (Francal), que começa nesta terça e vai até sexta-feira.

O setor calçadista, intensivo em mão-de-obra, enfrentou em 2011 uma queda na produção de 8,5%, em relação ao ano anterior, para R$ 21,8 bilhões, ou 819,1 milhões de pares de calçados – dos quais 113 milhões foram exportados. Para este ano, Abdala acredita na recuperação da economia e do setor, com um segundo semestre mais forte. “A gente tem uma perspectiva mais otimista, porque o próprio governo tomou algumas ações”, afirmou.

“A Francal vai alavancar todo o processo. Mas a exportação leva um tempo para reagir. Perder mercado é muito fácil, recuperar pede um trabalho mais forte”, disse o executivo.

A Francal é considerada o evento mais importante da indústria de calçados nacional, pois lança as coleções primavera-verão, estações que geram mais vendas para o setor no ano. Os negócios e contatos feitos na exposição equivalem a cerca de 30% do valor de produção anual dos fabricantes.

A feira, que costuma receber anualmente em torno de 60 mil visitantes do Brasil e do exterior, acontece no pavilhão de exposições do Anhembi, em São Paulo. São mais de mil expositores distribuídos em 82 mil metros quadrados.