Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

IBGE prevê safra de 193,2 milhões de toneladas em 2014, 2,6% maior que a de 2013

Levantamento anterior do IBGE, divulgado em junho, previa 700 mil toneladas a menos

O Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de julho projeta uma safra agrícola de 193,2 milhões de toneladas em 2014, alta de 0,3% ou 700 mil toneladas ante o levantamento de junho, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira. Se confirmada, a safra de cereais, leguminosas e oleaginosas será 2,6% superior à produção de 2013, que foi de 188,2 milhões de toneladas.

Os agricultores brasileiros devem colher uma área de 56,2 milhões de hectares em 2014, um aumento de 6,4% em relação à área colhida em 2013, de 52,8 milhões de hectares. Em relação à estimativa anterior, de junho (56,3 milhões de hectares), houve redução de 0,1%.

O arroz, o milho e a soja, três principais produtos, representaram juntos 91,1% da estimativa da produção (projetada em 193,2 milhões de toneladas).

Leia mais:

Governo destinará R$ 156,1 bilhões para Plano Safra 2014/2015

Agricultura de precisão coloca Não-Me-Toque no mapa

Como reduzir a desigualdade de gênero na agricultura africana

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou também sua 11ª previsão para a safra 2013/14. A expectativa do órgão é que a colheita de grãos alcance 193,47 milhões de toneladas, aumento de 2,6% (mais 4,81 milhões de toneladas) em comparação com a safra anterior (188,66 milhões). O total de área destinada ao plantio de grãos em 2013/14 deve alcançar 56,85 milhões de hectares, o que significa um aumento de 6,1% se comparado à área de 53,6 milhões de hectares da safra passada.

Conforme a Conab, o maior destaque é a cultura de soja, que apresentou um incremento de 5,1% na produção. Os produtores de soja colheram nesta safra 2013/14 cerca de 85,67 milhões de toneladas da oleaginosa ante 81,50 milhões em 2012/13. O trigo também apresenta bom desempenho, com um aumento de 35,7% na produção e expansão de 20,7% na área plantada. A safra 2013/14 do cereal está estimada em 7,50 milhões de toneladas ante 5,53 milhões em 2012/13.

O milho total (primeira e segunda safras) deve apresentar queda de 3,6%, alcançando 78,55 milhões de toneladas. A primeira safra deve ser de 31,68 milhões de toneladas, queda de 8,4% ante 2012/13 (34,58 milhões de tom). O feijão também teve boa participação, a partir da evolução da produtividade do grão, registrando um aumento de 635,9 mil toneladas, cerca de 22,7%. A safra total de feijão (são três ao longo do ano) está projetada em 3,44 milhões de toneladas, maior do que a do período anterior (2,81 milhões).

Diferença – Além dos tipos de grãos pesquisados, as estimativas da Conab e do IBGE diferem em termos de metodologia, critérios para a amostragem e época do levantamento. Enquanto a Conab trabalha com ano-safra, que vai de abril a março do ano seguinte, o IBGE usa anos-civis, de janeiro a dezembro.

(Com agência Reuters e Estadão Conteúdo)