Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

IBGE: contratações com registro reduzem ritmo em abril

Por Daniela Amorim

Rio de Janeiro – O mercado de trabalho passa por uma redução no ritmo de aumento das contratações com carteira assinada, segundo a Pesquisa Mensal de Emprego (PME), divulgada nesta quinta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O número de trabalhadores com carteira assinada no setor privado recuou 0,2% em abril ante março, o equivalente a menos 23 mil pessoas. A fatia da população ocupada no setor privado com carteira assinada passou de 49,2% em março para 48,9% em abril. O saldo, no entanto, ainda é positivo na comparação com abril de 2011, quando essa fatia era menor, de 48,4%. A formalização, nesse tipo de comparação, subiu 2,8%, o que corresponde a 308 mil novos postos formais.

“O quadro é muito positivo, mas ainda tem parcela grande da população sem carteira de trabalho”, disse Cimar Azeredo, gerente da Coordenação de Trabalho e Rendimento do IBGE. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, o aumento de vagas com carteira no setor privado foi de 5,4% em fevereiro, 3,7% em março e 2,8% em abril.

“A (contratação com) carteira assinada aumentou em relação ao ano passado. O que caiu foi o ritmo de crescimento da carteira assinada”, lembrou Azeredo. O gerente do IBGE lembrou ainda que, nos quatro primeiros meses de 2012, a taxa de desocupação média ficou em 5,9%, enquanto nos quatro primeiros meses de 2011 o desemprego médio era de 6,4%. “Isso significa que o início de 2012 parece ser mais favorável para o mercado de trabalho do que foi o ano passado”, avaliou.