Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Iberdrola negocia compra de controle da brasileira Neoenergia, diz jornal

Por Da Redação 9 dez 2011, 13h17

Rio de Janeiro, 9 dez (EFE).- O grupo espanhol Iberdrola negocia acordo para assumir o controle da Neoenergia, terceiro maior grupo privado do setor elétrico brasileiro e no qual tem uma participação de 39%, informou nesta sexta-feira o jornal ‘Valor’.

Com este acordo, a Iberdrola pode se tornar a controladora da Neoenergia, com 60% do capital, conforme fontes próximas à negociação não citadas pela publicação.

Fontes da Iberdrola no Brasil consultadas pela Agência Efe se abstiveram de comentar a suposta negociação. A mesma postura foi tomada pelos membros da Neoenergia.

De acordo com a versão do jornal econômico, o acordo entre os sócios põe fim a quase um ano de negociações e está em fase de conclusão.

Neoenergia, um conglomerado que controla as distribuidoras elétricas nos estados da Bahia (Coelba), Pernambuco (Celpe) e Rio Grande do Norte (Cosern), têm atualmente como sócios o fundo de Previdência Previ (49%), o Banco do Brasil (12%) e a Iberdrola (39%), esta última é sua operadora.

Continua após a publicidade

Conforme o ‘Valor’, após a aliança entre os sócios a Iberdrola ficaria com 60%, Previ com 25% e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) entraria como sócio estratégico com 15%.

Como detalhou o jornal, o valor da operação já foi definido, mas é mantido em sigilo pelas partes.

A versão acrescenta que a receita do BNDES no capital de Iberdrola e com participação no conselho de administração de Neoenergia foi decidido pela presidente Dilma Rousseff, que considera ‘estratégica’ a participação de uma estatal no capital da empresa elétrica, pois o banco de fomento é um importante credor da Neoenergia.

Segundo ‘Valor’, o acordo ainda não foi anunciado porque a Iberdrola e o BNDES estão negociando os termos do novo acordo de acionistas que passará a reger após a reestruturação.

Além das distribuidoras elétricas Cosern, Celpe e Coelba, Neoenergia conta com parque de geração de energia com capacidade para produzir 1,5 mil megawatts. EFE

Continua após a publicidade

Publicidade