Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Iata mantém previsão de lucro de aéreas em US$3 bi no ano

Por Da Redação 11 jun 2012, 11h02

PEQUIM, 11 Jun (Reuters) – As companhias aéreas globais mantiveram a estimativa de lucro para 2012 nesta segunda-feira, mas a indústria se preparou para a piora da crise de dívida na Europa e o corte dos benefícios do petróleo mais barato.

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata, em inglês) manteve a previsão de lucro das companhias aéreas globais em 3 bilhões de dólares, ou 0,5 por cento da receita, durante um evento de executivos do setor em Pequim.

Esta estimativa estável, no entanto, esconde uma crescente lacuna entre regiões -apenas as Américas do Sul e do Norte têm espectativa de melhora- e preocupações com o tráfego de cargas, que pode ser afetado pela crise econômica na Europa.

A estimativa ficou em linha com as expectativas anteriormente reportadas pela Reuters.

O grupo baseado em Genebra e composto por cerca de 240 companhias aéreas divulga regularmente as estimativas para uma indústria cuja atividades são vistas como um termômetro de indicadores como confiança nos negócios e comercialização.

O diretor geral Tony Tyler disse no encontro anual da Iata que os negócios estão melhorado para as empresas americanas. “O resto do mundo é visto com lucratividade reduzida. Para as empresas europeias, o ambiente de negócio está se deteriorando rapidamente, resultando em consideráveis perdas”, declarou Tyler. O pessimismo ocorre principalmente diante da piora da crise de dívida na Europa, acrescentou.

Continua após a publicidade

Os líderes das companhias aéreas se mostraram preocupados com o fraco tráfego de cargas indo e saindo da Europa.

Os executivos da indústria e analistas econômicos em geral consideram o tráfego de cargas como um principal indicador dos negócios das empresas aéreas como um todo, assim como um reflexo geral do comércio global.

A Iata quase dobrou a sua estimativa para perdas da indústria aérea europeia em 2012, para 1,1 bilhão de dólares, ante a estimativa anterior de perdas de 600 milhões de dólares anunciada em março.

Por outro lado, a associação deu um impulso na estimativa para os lucros da indústria na América do Norte, para 1,4 bilhão de dólares em relação à estimativa anterior de 900 milhões de dólares.

“A previsão foi feita sobre a expectativa de mercado de que a crise da dívida soberana na zona do euro se intensificará. Com isso, o risco de maior fraqueza econômica no caso de uma crise bancária mais ampla na região pode facilmente apagar os lucros do setor”, informou a Iata.

(Por Anurag Kotoky e Alison Leung)

Continua após a publicidade
Publicidade