Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

IA e inflação da Zona do Euro colocam bolsas globais no azul

Abertura de mercado: O Brasil segue completamente alheio ao otimismo global, pressionando por seus próprios problemas domésticos

Por Tássia Kastner
18 jun 2024, 08h22

O fenômeno da inteligência artificial continua a turbinar as bolsas americanas, enquanto o Brasil fica no papel de patinho feio dos mercados financeiros globais. O índice Nasdaq, que melhor representa as empresas de tecnologia, começa a manhã em alta, destoando do S&P 500 e do Dow Jones.

Ainda assim, é o bastante para espalhar otimismo pelo globo. As bolsas europeias também voltam para o positivo, isso enquanto investidores fazem contas sobre os riscos do avanço da extrema-direita no parlamento francês.

Para além da incerteza política que se debruçou também sobre a Europa, a Zona do Euro tem conseguido domar sua inflação de volta para a meta de 2% ao ano. Em maio, os preços avançaram 0,2%, como esperado, e a inflação anual do bloco alcançou 2,6%, também dentro das previsões. Dados coerentes de inflação é tudo o que o mercado financeiro precisa para consolidar apostas de queda de juros.

Já o Brasil segue completamente alheio ao otimismo global, pressionando por seus próprios problemas domésticos. Nesta terça, o Copom inicia sua reunião para decidir o futuro da Selic, com a possibilidade de por fim ao ciclo de corte de juros, uma consequência da mudança nas expectativas de inflação.

Enquanto isso, Brasília se degladia sobre o Orçamento. Um dos alvos do executivo é a quantidade de subsídios na economia, que chega a 6% do PIB, e que pode ser alvo de cortes em um cenário em que o governo é pressionando a rever gastos.

Continua após a publicidade

O EWZ, que ajuda a prever a direção do Ibovespa no dia, opera estável em Nova York. O petróleo cede, enquanto o minério fechou em leve alta em Dalian. Um combo que dificulta qualquer aposta para o dia, seja ela positiva ou negativa. 

Agenda do dia

9h30: EUA divulgam produção industrial e vendas no varejo de maio
11h: Thomas Barkin (Fed/Richmond) participa de webcast
12h40: Susan Collins (Fed/Boston) discursa em evento
14h: Lorie Logan (Fed/Dallas) participa de evento
14h: Adriana Kugler (Fed) discursa em evento
14h20: Alberto Musalem (Fed/Saint Louis) participa de evento
15h: Austan Goolsbee (Fed/Chicago) participa de painel
18h: BC do Chile divulga decisão de política monetária

Esta é a versão online da newsletter de ‘VEJA Negócios – Abertura de mercado’ enviada hoje. Quer receber a newsletter completa, apenas para assinantes, amanhã? Cadastre-se aqui

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.