Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

HSBC pode reduzir taxas de fundos e juro de empréstimos

Vice-presidente, Hélio Duarte, admite que o banco está revendo política

Por Da Redação 30 abr 2012, 14h43

O HSBC avalia mudar as taxas de administração dos fundos de investimento e os juros cobrados nos empréstimos. “Estamos revendo nossa política”, disse o vice-presidente do banco, Hélio Duarte. “Alguns fundos de investimento do Brasil têm taxas semelhantes a outros países”, avalia o executivo.

O mercado ficou ainda mais competitivo quando o governo forçou a Caixa Econômica Federal (CEF) a cortar juros e reduzir as taxas de administração de seus fundos – por isso a decisão do banco inglês de rever suas políticas. Na Caixa, o valor mínimo para aplicação do varejo caiu, por exemplo, para 10 reais, com taxa na casa de 1,5%.

O HSBC foi o primeiro banco privado a cortar os juros no crédito tanto para pessoas físicas quanto para jurídicas, após as instituições financeiras públicas Banco do Brasil (BB) e Caixa anunciarem redução nas taxas. Logo em seguida, outros bancos como Santander, Itaú e Bradesco fizeram o mesmo movimento.

Hélio Duarte participa do Fórum de Comandatuba, promovido pelo Grupo de Líderes Empresariais (Lide) no sul da Bahia e que reúne cerca de 750 pessoas, entre presidentes de empresas, executivos e políticos.

(com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade