Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Hollande afirma que França e Europa devem dominar as finanças

Por Thomas Samson - 12 abr 2012, 08h32

O candidato socialista à presidência francesa, François Hollande, pediu nesta quinta-feira a França e Europa que dominem as finanças, em resposta à direita, que agita a ameaça de ataques especulativos dos mercados caso ele seja eleito.

“O que quero é que possamo demonstrar, a França mas também a Europa, uma capacidade comum de dominar a finança”, declarou Hollande ao canal estatal France 2.

“E se os mercados ficarem inquietos – não sei se é o caso, sei no momento que lamentavelmente estão mobilizados a respeito da Itália e Espanha -, quero afirmar que não deixarei nenhum espaço”, completou.

“Já disse claramente o que seria o caminho para avançar no ajuste das finanças públicas, disse que teremos que ter mais crescimento, porque este é necessário e, portanto, não tenho que temer nenhuma crise”.

Publicidade

François Hollande, favorito nas pesquisas para a eleição presidencial francesa de 22 de abril e 6 de maio, é alvo de uma ofensiva do presidente e à reeleição Nicolas Sarkozy, que afirmou na quarta-feira que a aplicação do programa do socialista deixaria a França “de joelhos” e que o país “perderia o controle de seu destino”.

“No momento, não sei se os mercados enlouquecem, mas a direita sim, porque acreditar que a França seria objeto de não sei qual tempestade se eu for eleito não é digno do debate que devemos ter”, concluiu Hollande.

Publicidade