Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Grupo espanhol vende linhas elétricas brasileiras por US$ 950 mi

Madri, 28 mai (EFE).- O grupo espanhol ACS, através das filiais Cobra, Cymi e CME, fechou um acordo para vender sete linhas de transmissão elétrica brasileiras a uma empresa chinesa por aproximadamente US$ 950 milhões.

Segundo a informação da ACS à Comissão Nacional da Bolsa de Valores (CNMV), o regulador do mercado espanhol, a empresa compradora é o gigante elétrico chinês State Grid Corporation.

O valor da compra será dividido em US$ 533 milhões em ações enquanto o restante será em forma de dívida, informaram à Efe fontes do mercado. O grupo espanhol de construção, serviços e energia tem 100% destas sete linhas, algumas já terminadas e outras em fase de construção, e está à espera das autorizações administrativas necessárias.

A operação entra no conjunto de desinvestimentos da ACS para este ano, com as quais espera obter 3 bilhões de euros (US$ 3,78 bilhões). A ACS também pretende desfazer a sua participação em quatro usinas termo solares, 750 megawatts de energia eólica, nove linhas de transmissão no Brasil e algumas estradas.

No final de 2010, a empresa vendeu suas participações nas sociedades concessionárias de oito linhas elétricas brasileiras. Destas oito, sete foram compradas pela própria State Grid e uma pela também espanhola Elecnor.

Segundo o valor destas sociedades e a parte correspondente à ACS (um terço, aproximadamente), a venda gerou à empresa 450 milhões de euros (US$ 567 milhões).

Além disso, em 2010 a ACS se desfez de sua participação em outras seis linhas elétricas brasileiras, e em abril do ano passado vendeu 10% do grupo espanhol Abertis por 875,3 milhões de euros (US$ 1,1 bilhão de dólares) à OHL, também da Espanha. EFE