Clique e assine com até 92% de desconto

Greve na Argentina faz Latam e Aerolíneas cancelarem voos para o país

Movimento foi convocado por sindicatos contra o corte dos gastos públicos e o acordo do presidente Mauricio Macri com o Fundo Monetário Internacional

Por Redação 25 jun 2018, 10h03

A greve geral iniciada nesta segunda-feira, 25, na Argentina levou ao cancelamento de voos com origem e destino em aeroportos do país. LatamAerolíneas Argentinas anunciaram a suspensão das viagens.

O movimento foi convocado por sindicatos contra o corte dos gastos públicos e o acordo do presidente Mauricio Macri com o Fundo Monetário Internacional (FMI). A paralisação atinge o transporte publico, os postos de gasolina e os bancos. Movimentos sociais de esquerda cortarão as principais vias de acesso à capital, Buenos Aires.

  • A Latam Airlines informou que, em virtude da greve nacional, cancelou todos os voos domésticos e internacionais operados de e para os aeroportos daquele país.

    “Neste sentido, a companhia recomenda aos passageiros que compraram bilhetes para voar neste dia reprogramem os seus voos antecipadamente.”

    A Latam sugere que os seus clientes remarquem os voos por meio de seu site, lojas ou pelo telefone 4002-5700 (nas capitais brasileiras), 0300 570 5700 (nas demais localidades do Brasil) e 0810 9999 526 (na Argentina).

    De acordo com a companhia, é possível ainda alterar a data do voo para até 15 dias após a data original, fazer a mudança de rota ou solicitar o reembolso.

    A Aerolíneas disse que os passageiros que desejarem reembolsar seus tickets, poderão fazê-lo por meio do mesmo canal que utilizaram para a compra. Além disso, os passageiros que preferirem reprogramar seus voos, até dentro dos próximos 15 dias da greve, poderão fazê-lo sem restrições e de acordo com a disponibilidade de lugares.

    A companhia tornou disponível o número 0800-761-0254 para prestar esclarecimentos aos clientes.

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade