Clique e assine com até 92% de desconto

Greve geral paralisa transporte público na Bélgica

Por Da Redação 22 dez 2011, 07h10

Bruxelas, 22 dez (EFE).- A greve geral convocada nesta quinta-feira na Bélgica praticamente paralisou o tráfego de trens, metrô, bondes e as linhas de ônibus do país, enquanto o aeroporto de Bruxelas funcionam com normalidade.

Os principais sindicatos do país convocaram nesta quinta-feira todos os trabalhadores do setor público para protestar contra a reforma da previdência anunciada pelo novo Executivo, que prevê um aumento da idade mínima de aposentadoria e dos anos de contribuição.

Os sindicatos ferroviários anunciaram uma interrupção dos serviços de trens até as 19h (horário de Brasília) desta quinta-feira, uma greve que poderia se prolongar até o próximo sábado.

As empresas gestoras do transporte público em Bruxelas, Flandres (norte do país) e Valônia (sul) também informaram sobre a interrupção de quase todos os bondes, ônibus e metrô que circulam pelo país.

Além disso, os sindicatos colocaram piquetes nas principais estradas de entrada e saída a Bruxelas, o que provocou engarrafamentos de até 140 quilômetros, segundo o jornal ‘Le Soir’.

No entanto, o aeroporto de Bruxelas funciona com total normalidade e até agora não registrou nenhum cancelamento de voos por conta da greve, apesar dos sindicatos terem convocado os funcionários do setor para a mobilização.

Entre outros trabalhadores públicos, se somaram à greve 80% dos carcereiros do país, que serão substituídos por policiais. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade