Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Grécia perde outro prazo em negociação de resgate

Governo precisaria dar uma resposta até o meio-dia desta segunda (horário local)

A Grécia deixou outro prazo de negociação com a União Europeia e o Fundo Monetário Internacional (FMI) passar. Panos Beglitis, porta-voz do partido socialista PASOK, disse no domingo que os líderes dos três partidos do governo tecnocrata de Lucas Papademos precisavam dar suas respostas até o meio-dia desta segunda-feira (8h no horário de Brasília).

Porém, uma autoridade do governo negou, mais cedo, que os partidos tenham recebido um ultimato para responder nesta segunda.

A paciência de Bruxelas está se esgotando diante da lentidão das negociações entre os líderes políticos gregos. Se não houver um acordo para garantir os 130 bilhões de euros em empréstimos emergenciais, Atenas pode ser obrigada a dar um desastroso calote em suas obrigações de dívida, pondo em risco seu futuro na zona do euro.

Em Bruxelas, autoridades frustradas da UE disseram que a Grécia já está fazendo “hora extra” depois de não conseguir firmar um acordo no fim de semana sobre um pacote que inclui reduções de salários e aposentadorias, cortes de empregos e medidas mais duras de arrecadação tributária. “Será muito ruim se não houver fumaça branca vindo de Atenas nesta segunda”, disse uma fonte de governo da zona do euro. “Nós já deixamos passar prazos. Para preparar a nova parcela de dinheiro e reagendar a dívida na primeira metade de março, toda uma série de medidas técnicas precisa ser tomada. Precisamos de uma decisão agora, para implementar o mecanismo de reagendamento”, completou a fonte.

Líderes do PASOK, do conservador Nova Democracia e do LAOS, de extrema-direita – que podem enfrentar um eleitorado irritado nas eleições parlamentares de abril -, ainda precisam se decidir sobre algumas questões, entre elas a reforma do mercado de trabalho e a reestruturação de bancos domésticos.

(Com agência Reuters)