Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Grécia adia pedido de extensão de acordo de empréstimo

País deve solicitar prorrogação do programa de crédito nesta quinta-feira. Caso não aceite ajuda internacional, Grécia pode declarar moratória

Por Da Redação 18 fev 2015, 14h22

O governo da Grécia adiou para quinta-feira a apresentação do pedido de prorrogação do programa de crédito do país aos demais membros da União Europeia (UE), disse o porta-voz do governo grego, Gabriel Sakellarides, ao The Wall Street Journal. “Estamos nos preparando para apresentar o pedido amanhã de manhã”, afirmou Sakellarides. Esperava-se que a proposta fosse feita ainda hoje.

Segundo autoridades gregas, o governo de Alexis Tsipras, que tomou posse no mês passado, ainda está elaborando os detalhes da proposta, que deverá solicitar uma extensão de quatro a seis meses do programa atual. Nas últimas negociações com parceiros europeus, Tsipras rejeitou a extensão do programa – que totaliza 240 bilhões de euros (273 bilhões de dólares) e vence no final deste mês – e as medidas de austeridade embutidas no acordo.

Leia mais:

Grécia diz que não aceita ultimato, mas ministro minimiza impasse

Reunião do Eurogrupo termina sem acordo sobre Grécia

Continua após a publicidade

Grécia e zona euro não chegam a acordo sobre dívida

No entanto, diante da possibilidade de a Grécia enfrentar dificuldades financeiras nas próximas semanas e após difíceis negociações recentes com credores, Atenas sinalizou nesta terça-feira que buscaria uma extensão do programa

Segundo uma autoridade europeia, o Eurogrupo, formado por ministros de Finanças da zona do euro, pretende retomar as negociações sobre a Grécia na sexta-feira desde que Atenas submeta um pedido confiável de extensão do programa.

O governo grego busca um empréstimo de curto prazo que permita manter a liquidez no país pelos próximos meses. Caso não aceite a ajuda internacional prevista para o final de fevereiro, que tem como contrapartida ajuste fiscal e novas medidas de austeridade, a Grécia pode se ver obrigada a declarar moratória.

(Com Estadão Conteúdo e agência Reuters)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)