Clique e assine com até 92% de desconto

Grandes países da Europa contestam orçamento da UE

Por Da Redação 11 set 2011, 19h00

Por AE

Bruxelas – Algumas das maiores economias da Europa – entre elas o Reino Unido, a França e a Alemanha – pretendem refutar o plano orçamentário da Comissão Europeia para o período que vai de 2014 a 2020 por considerarem que a proposta prevê um aumento maior do que o necessário nos gastos, segundo diplomatas.

“A proposta da Comissão é muito alta. O aumento de gastos no plano é significativamente maior do que o necessário para estabilizar o orçamento europeu. Os membros (da União Europeia) estão fazendo esforços financeiros consideráveis para dar suporte à Europa e, ao mesmo tempo, adotando medidas duras de consolidação. O gasto público europeu não pode se isentar desses esforços”, afirma uma versão preliminar de um documento que deve ser assinado por nove países contrários ao orçamento apresentado pela Comissão.

“Os gastos totais para o período que vai de 2014 a 2020 devem ser substancialmente menores. Precisamos fazer o melhor uso do orçamento europeu para criar melhores condições de crescimento e tornar a Europa mais competitiva. Precisamos gastar melhor, não gastar mais”, diz o documento.

A Comissão Europeia apresentou o plano orçamentário para o ciclo 2014-2020 em junho. A proposta é 5% maior do que o orçamento do período anterior. As informações são da Dow Jones.

Continua após a publicidade
Publicidade