Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Grã-Bretanha aproxima-se da terceira recessão em 4 anos

PIB do país caiu 0,3% no 4º trimestre de 2012, resultado abaixo do esperado

Por Da Redação 25 jan 2013, 07h42

Dados divulgados nesta sexta-feira pelo Escritório Nacional de Estatísticas da Grã-Bretanha mostram que o país caminha para sua terceira recessão em apenas quatro anos. Em decorrência da fraca produção industrial, a economia britânica encolheu mais que o esperado no quarto trimestre de 2012: 0,3%, ante projeção de 0,1% dos especialistas. O resultado negativo prossegue-se a uma alta de 0,9% do Produto Interno Bruto (PIB) britânico, registrada no trimestre anterior, quando a economia local ainda se beneficiava da impulsão provocada pelos Jogos Olímpicos de Londres.

A notícia será um golpe para o governo conservador da Grã-Bretanha, que apenas um dia antes defendeu seu programa de austeridade contra críticas do economista-chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI). A economia britânica é agora 3,3% menor do que o maior nível atingido no primeiro trimestre de 2008. Isso mostra que a Grã-Bretanha recuperou apenas cerca de metade da produção perdida durante a crise financeira — um desempenho pior do que outras grandes economias.

O maior ponto para a queda do PIB foi uma retração trimestral de 10,2% em mineração e produção extrativa, a maior desde que os registros começaram em 1997. Esse problema reduziu 0,18% do PIB, enquanto outros danos à economia foram causados por quedas na produção industrial, no governo e na categoria de outros serviços – setor que Jogos Olímpicos de Londres haviam impulsionado.

O presidente do Banco Central britânico, Mervyn King, não espera mais do que uma “recuperação suave” este ano. Nesta semana, o FMI cortou sua previsão de 2013 para o crescimento econômico britânico para 1%, ante 1,1% em outubro.

No entanto, alguns analistas e grupos empresariais advertem sobre a possibilidade de uma nova recessão. Essa perspectiva vai aumentar a pressão sobre o governo britânico para afrouxar a política de redução de déficit e fortalecer a economia.

A produção no setor de serviços da Grã-Bretanha – que representa mais de três quartos do PIB – ficou estável no quarto trimestre, depois de subir 1,2 por cento no terceiro trimestre. A produção industrial foi 1,8% menor, enquanto a construção – que responde por menos de 7% do PIB – cresceu 0,3%.

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade