Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Governo poderá estender incentivo fiscal de tablet a celular

Redução de impostos pode chegar a 36% em um horizonte de três anos

Por Da Redação 5 jan 2012, 09h28

O governo quer estender aos telefones celulares os benefícios fiscais dados a computadores e tablets, desde que os aparelhos tenham um determinado porcentual de peças e serviços nacionais. No caso dos tablets, há o incentivo fiscal para as empresas que produzirem no Brasil pelo menos 20% de conteúdo local (com perspectiva de chegarem a 80% em três anos). A redução de impostos pode chegar a 36%.

“Queremos que esse mesmo modelo se estenda para os celulares”, afirmou nesta quinta-feira o ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloizio Mercadante, após participar do programa “Bom Dia, Ministro”, da EBC. O ministro lembrou que essa política também está sendo adotada na indústria automotiva, na qual veículos com 65% de conteúdo local têm uma alíquota menor de imposto.

Leia também:

Compare tablets e smartphones antes de comprar

Mercadante disse ainda que a ideia deve ser estendida a outros produtos eletroeletrônicos.”É isso que nós queremos na indústria automobilística, nos celulares e, depois, também nos televisores, na indústria eletroeletrônica”, afirmou.

(Com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade