Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo montou estratégia para votar reforma no dia 12

A estratégia é não fazer mais nenhuma alteração na última versão do texto apresentada há duas semanas pelo relator, deputado Arthur Maia

O governo montou uma estratégia para tentar começar a votação da reforma da Previdência no plenário da Câmara no próximo dia 12, uma terça-feira, afirmou nesta segunda-feira, 4, o deputado Beto Mansur (PRB-SP), um dos vice-líderes do governo na Casa. Segundo ele, a ideia é não fazer mais nenhuma alteração na última versão do texto apresentada há duas semanas pelo relator, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), deixando a negociação para o plenário.

Mansur ressaltou que a estratégia foi discutida no jantar realizado na residência oficial do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), na noite do domingo, 3, do qual participaram parlamentares, ministros e dirigentes partidários. “Todos nós ficamos cada um com sua lição de casa, imbuídos de buscar votos. Estamos montando a estratégia para votar a reforma da Previdência na terça-feira (da semana) que vem”, declarou o deputado do PRB em entrevista à imprensa nesta segunda-feira.

O vice-líder do governo disse que a ideia é só começar a votar a reforma no plenário quando governistas contabilizarem entre 315 e 320 votos a favor da proposta. “Hoje a gente não tem nem 300 votos”, admitiu.

Segundo ele, alguns partidos, como o PTB, prometeram fechar questão para obrigar seus deputados a votarem favoravelmente à reforma, o que deve ajudar na obtenção de votos. Ele disse ter “fé” que o PSDB também fechará questão nesta quarta-feira, 6.

Mansur afirmou que a última versão do texto da reforma não será mais alterada. “Não vamos mexer em absolutamente nada dessa última proposta, que ficaria até o plenário. Obviamente que o plenário pode mudar”, explicou.

Uma das propostas que será negociada no plenário será a regra para servidores públicos que entraram antes de 2003 terem acesso à integralidade e paridade na aposentadoria.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. ViP Berbigao

    Os 300 de Esparta… esquartejadores dos velhinhos… rentistas do mercado… Diga logo o nome desses traidores!!!

    Curtir

  2. POLÍTICOS CANALHAS!!!! COVARDES!!!! TIRAM DOS POBRES TRABALHADORES E SERVIDORES E DÃO PARA OS GRANDES GRUPOS FINANCEIROS. QUEM VOTAR, NÃO VOLTA!!!!! NENHUM DIREITO A MENOS!!!!!!

    Curtir

  3. Quando um político se esforça demais sobre um assunto é por que ai tem coisa.

    Curtir

  4. Há outras reformas possíveis para a previdência que não envolvam escravizar a população ativa a trabalhar até perto da morte para sustentar uma casta privilegiada que se aposentou cedo com salários de marajá.
    Simples: basta criar uma conta individual para todo mundo, quem contribuiu com pouco recebe pouco, quem contribuiu com muito recebe muito. E sejamos todos justos.

    Curtir