Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo libera R$ 500 mi extras para financiamento de máquina agrícola

Segundo a ministra da Agricultura, o adicional será válido ainda para o Plano Safra 2018/2019, que acaba em junho

O governo vai disponibilizar um adicional de 500 milhões de reais para o Moderfrota, programa de financiamento de máquinas agrícolas, segundo anunciou a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, nesta segunda-feira, 29. De acordo com ela, o montante será válido ainda para o Plano Safra 2018/19, que termina em junho. A afirmação foi feita durante a feira de tecnologia agrícola Agrishow, em Ribeirão Preto (SP).

De acordo com a ministra, o governo conseguiu “raspar o tacho” no fim desta edição do Plano Safra, programa de financiamento anual (de julho a junho) voltado para à agropecuária, iniciado em 2003.

Um dos financiamentos mais demandados por produtores dentro do Plano Safra é o Moderfrota, que oferece crédito para a aquisição de tratores, colheitadeiras, pulverizadores, plantadeiras e equipamentos para beneficiamento de café. Os recursos são oferecidos com juros subsidiados, repassados por bancos comerciais credenciados.

O atual Plano Safra 2018/2019 teve um financiamento de 7,6 bilhões de reais em crédito para o Moderfrota, montante que foi todo utilizado, por isso o adicional de 500 milhões de reais. A ministra também revelou que o próximo Plano Safra, o 2019/20, válido a partir de julho, terá os detalhes divulgados em 12 de junho.

Com o anúncio da ministra, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) já informou, em nota, a retomada das operações do Moderfrota com 536 milhões de reais adicionais para a safra 2018/19. Do total, 477 milhões de reais serão destinados a micro, pequenas e médias empresas, com taxa de juros de 7,5% ao ano. As grandes empresas vão dispor de 59 milhões de reais, com taxa de 9,5% a.a. 

O BNDES informou que os protocolos de operações do Moderfrota estavam suspensos desde o dia 11 e que os recursos extras já podem ser acessados em mais de 30 instituições financeiras parceiras do banco, dentre agências de fomento, bancos de montadoras, cooperativas de crédito, bancos cooperativos, privados e públicos. 

Elogios ao governo

A titular da Agricultura também afirmou que o governo do presidente Jair Bolsonaro já conseguiu “destravar” registros de mais de 200 produtos para uso no setor agropecuário, o que permitirá redução de custos ao produtor.

“Só temos quatro meses de governo e muita coisa já aconteceu. Não é possível a trava que se tinha e que ainda tem, mas muito já se fez nesses quatro meses para a simplificação dos processos, para que o Custo-Brasil diminua, para que possamos produzir com segurança jurídica e tranquilidade”, afirmou a ministra.

(Com Reuters e Estadão Conteúdo)