Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo libera 7 bilhões de reais ao BNDES e Caixa

Instituições estavam próximas do limite de alavancagem. Com novos recursos, governo quer manter a capacidade de empréstimo dos bancos

O governo autorizou, por meio de decreto publicado nesta sexta-feira no “Diário Oficial da União”, o aumento de capital do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e da Caixa Econômica Federal em 7 bilhões de reais. O objetivo é manter a capacidade de empréstimo das duas instituições financeiras.

O BNDES receberá 4,5 bilhões de reais por meio da transferência de cerca de 140 milhões de ações ordinárias (que dão direito à voto) da Petrobras que pertencem hoje à União. Já o aporte na Caixa totalizará 2,5 bilhões de reais com o recebimento de 77,6 milhões de ações da estatal. O valor dos papéis terá como base a média das cotações entre 19 de julho e 18 de agosto.

Desde setembro de 2008, quando os bancos públicos aumentaram a liberação de crédito para minimizar os efeitos da crise financeira, já foram realizadas várias operações de capitalização dessas instituições. A razão é que existem limites para que os bancos concedam empréstimos em relação ao seu patrimônio líquido.

Desde 2009, o Tesouro repassou 180 bilhões de reais para o BNDES. Do ponto de vista do banco de fomento, a captação de recursos a baixo custo permitiu acentuada liberação de crédito nos últimos dois anos. Em outubro do ano passado, a Caixa recebeu um reforço de capital de 6 bilhões de reais. Contudo, o forte ritmo de concessões de empréstimos da instituição a deixou, mais uma vez, próxima do limite de alavancagem – principalmente depois de um novo empréstimo feito em junho à Petrobras. O Banco do Brasil realizou há poucos meses uma operação que envolveu captação de recursos junto ao governo e ao setor privado.

A efetivação das capitalizações dependerá da aprovação do Conselho de Administração e de pronunciamento do Conselho Fiscal das respectivas instituições. O decreto foi publicado no Diário Oficial da União.

Em nota, a Caixa informou que, com a capitalização, “a carteira de crédito da instituição ganha potencial para dobrar nos próximos anos e alcançar 300 bilhões de reais”.

Ainda segundo a Caixa, os recursos permitirão ao banco atuar no financiamento ao saneamento e à infraestrutura urbana, visando eventos como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, “em ações alinhadas ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2)”.

(com Reuters)