Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo Federal reduz impostos para garantir crescimento de 5% em 2012

Brasília, 1 dez (EFE).- O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou nesta quinta-feira uma série de cortes tributários com a meta de ‘acelerar’ a economia do país, garantir um crescimento de 5% em 2012 e impedir que a crise global ‘contamine’ o país.

‘Vivemos hoje no mundo situação complicada, com várias economias ‘patinando’, ou seja, com baixas taxas de crescimento. Não deixaremos que a crise internacional contamine a economia brasileira, que se distingue das outras economias. Continuaremos com crescimento’, declarou Mantega em entrevista coletiva.

A redução de impostos anunciada pelo ministro atinge produtos da linha branca, como geladeiras, fogões e máquinas de lavar, a indústria da construção civil e o setor alimentício.

Além disso, Mantega indicou que, também a partir desta quinta-feira, serão reduzidos de 3 para 2,5% os tributos aplicados aos créditos ao consumo e cairão para zero os impostos cobrados pelos investimentos financeiros na Bolsa de Valores.

Segundo o ministro, com essas medidas a economia nacional seguirá ‘acelerada’, mas ‘com segurança’ e sem risco de reaquecimento exagerado que possa gerar desequilíbrios.

Mantega declarou que o país se prepara para que o mercado interno continue ‘forte e dinâmico’. De acordo com ele, com uma taxa de desemprego de 5,8%, o Brasil é um dos países com o nível de desemprego mais baixo do mundo, visto que neste ano foram gerados 1,8 milhão de novos postos de trabalho. EFE