Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo federal pode reduzir fatia da Infraero em próximas concessões de aeroportos

O ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil, Eliseu Padilha, disse que está em análise também uma ampla reestruturação da Infraero

O governo federal estuda a possibilidade de reduzir a participação da Infraero nas próximas concessões de aeroportos do país, disse nesta quinta-feira o ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil, Eliseu Padilha.

Segundo ele, três hipóteses estão sendo consideradas: manter a fatia atual da estatal nas concessões, de 49%, reduzi-la para um porcentual intermediário ou reduzir para um percentual mínimo, mas dando à Infraero uma “golden share” para decisões mais relevantes nas futuras concessões.

Leia mais:

Anac reajusta tarifas de aeroportos administrados pela Infraero

Embraer fecha nova venda de 5 aviões à Republic Airways

Padilha disse que está em análise também uma ampla reestruturação da Infraero, com a possível criação de três subsidiárias para a empresa.

Uma delas seria a Infraero Serviços, espécie de braço de consultoria sobre serviços aeroportuários. Outra seria a Infraero Participações, que ficaria a cargo das participações da estatal em concessões aeroportuárias, como as dos terminais concedidos de Guarulhos (SP), Viracopos (SP), Brasília (DF), Confins (MG) e Galeão (RJ), onde a empresa tem 49% de presença.

A terceira subsidiária seria a Infraero Navegação Aérea. “A ideia seria separar a navegação da operação aeroportuária”, disse.

O governo está estudando 11 aeroportos que ainda podem vir a ser concedidos, entre eles terminais como os de Porto Alegre (RS) e Salvador (BA).

(Com agência Reuters)