Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo estuda privatizar Correios, diz ministro

Para Moreira Franco, a venda da empresa deve ser feita 'com muito cuidado'; sindicato da estatal diz que governo não quer melhorar a empresa

Os Correios entraram para a lista de estatais que o governo pretende privatizar, um caminho já anunciado para a Eletrobras, a Casa da Moeda e a Infraero. A informação foi dada pelo ministro Moreira Franco, da Secretaria Geral da Presidência, em Nova York. Segundo ele, a venda da empresa está em estudo, mas precisa ser feita “com muito cuidado”.

Moreira Franco, que integra a comitiva do presidente Michel Temer aos Estados Unidos, disse que a tendência é que os Correios passem a atuar mais diretamente no setor de logística, em vez de se concentrar no monopólio postal. “É o mesmo caso da Casa da Moeda, que produzia mais de 3 milhões de cédulas por ano e agora está (produzindo) 1 milhão e pouco. As pessoas não usam mais moeda”, destacou. “A situação financeira dos Correios, pelas informações que o (Ministério do) Planejamento tem e nos passa, é muito difícil. Até porque, do ponto de vista tecnológico, há quanto tempo você não manda telegrama? As pessoas perderam o hábito do uso da carta.”

A informação irritou a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas dos Correios e Similares (Fentect), que desde terça-feira lidera uma greve dos funcionários da estatal, por um reajuste salarial de 8% e correção inflacionária. “Somos contrários à privatização. A verdade é que não existe vontade política do governo federal de melhorar a empresa, o que querem é entregar os Correios a preço de banana”, disse José Rivaldo da Silva, secretário-geral da Fentect.

A estatal é presidida por Guilherme Campos, ex-deputado federal por São Paulo e vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, comandado por Gilberto Kassab. Ambos são do PSD.

Déficit

No fim de agosto, Kassab e Campos se reuniram no Palácio do Planalto com Temer e os ministros Moreira Franco, Eliseu Padilha (Casa Civil) e Dyogo Oliveira (Planejamento). Eles discutiram a situação financeira da empresa e falaram sobre o Postalis (fundo de pensão da companhia) e o Postal Saúde (plano voltado aos empregados e dependentes) – uma das maiores causas de déficit anual de cerca de 800 milhões de reais, segundo um integrante da cúpula do ministério. A privatização é tida por integrantes do governo como uma “tendência” pela mudança de perfil da empresa no mercado e a dificuldade de zerar o déficit, mas não existe uma modelagem pronta.

“A privatização é uma hipótese forte com esse buraco que está. Privatizar ou não vai ser uma decisão de governo. Estamos fazendo um esforço para recuperar a empresa. O rombo, quando a gente assumiu, era de cerca de 2 bilhões de reais por ano. A situação está melhorando. Estava morrendo na UTI, agora continua na UTI, mas não está morrendo”, disse Kassab.

O presidente dos Correios, Guilherme Campos, disse que soube pela imprensa das declarações de Moreira Franco e que não desenvolve nenhum estudo para privatização, por orientação do Planalto. “A missão que me foi dada pelo ministro Kassab é a de recuperação da empresa e não existe um encaminhamento para privatização. Agora, se nada der certo com todos os esforços para sanear a empresa, o governo pode e tem todo o direito de mudar essa orientação.”

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Democrata Cristão (Liberdade de Expressão é meu direito CF 88 art 5 e art 220)

    Não tem o que estudar! Privatiza, e acabou! Todos os anos é mesma coisa: Greve! O serviço de entrega privado além de mais rápido e eficiente, eles se responsabilizam inteiramente por danos ou extravio do produto.

    Curtir

  2. Tadeu Giatti

    Apoio a privatização dos ECT. Em sendo uma estatal, e detendo um grande poder sobre a economia do país – monopólio de entrega de bens e serviços – faz um estrago imenso ao país, em sendo estatal. Importações feitas por mim (pessoa física) demoram muito mais a serem entregues no Brasil, do que despachadas da China ao nosso país (pode???Nâo!!) Os funcionários do ECT não têm motivação alguma: via de regra são mal humorados, atendem-nos com pouco caso e SEMPRE, SEMPRE, e SEMPRE nos deparamos com greves que nos atormentam, não obstante sua importância, no que diz respeito à entrega de boletos esteja, felizmente, diminuindo. PRIVATIZAÇÃO JÁ!! ECT deve ser privatizada!

    Curtir

  3. JJWilliams Souza

    As vezes os corruptos acertam sem querer. Tem que abrir esse mercado e tirar a mão dos incompetentes. Serviço de quinta categoria esse prestado pelos correios.

    Curtir

  4. Alguém aí não disse POSTALIS ainda ????? Graças ao PT, esse fundo de pensão (e TODOS OS OUTROS FUNDOS de estatais) quebrou sem dó, de tanta roubalheira petista vampiresca.

    Agora, pra salvar o pouco que resta, só privatizando mesmo.

    Curtir

  5. Flávio Kopp

    Não vi nenhum desses sindicalistas dos Correios reclamando do ROUBO que o PT fez no POSTALIS

    Curtir

  6. Corretíssimo privatizar. Péssimo serviço aos clientes. E a pergunta que não quer calar… O PT vai devolver o dinheiro roubado do POSTALIS?

    Curtir

  7. Sergio Bertoni

    Isso seria uma ótima idéia.
    Os correios não funciona bem já tem um bom tempo.

    Curtir

  8. Os Correios devem ser privatizados. Certamente eram usados como alternativa de fraudes do governo Parasitas Trambiqueiros……Com a privatização, devem trocar os empregados, por profissionais de melhor qualificação; hoje o serviço é medíocre…..Para se ter uma idéia estou com uma encomenda que me chegou no Brasil em 27/07/2017 ……de repente encontro meu produto a venda no Mercado Livre daqui a alguns dias…….Será ?!?

    Curtir

  9. José Santos

    Os Correios já foram o orgulho do Brasil – e de seus funcionários – pela sua eficiência. As indicações de figuras políticas suspetíssimas para dirigir a estatal, não poderia levá-la a outro fim se não a sua devastação. Para terminar, as raposas venderão o galinheiro pelo preço que vale, ou seja, quase nada.

    Curtir

  10. Ribamar b. n. junior

    Bom sou funcionário do correio e não somos mal educados, a empresa está sucateada pelo governo petista , nem todos os funcionários compactuaram com esse governo, pt é PMDB sempre governaram e acabaram com a empresa essa greve é uma das mais justas já fez pois se não a fizermos seremos obrigados a pagar para trabalhar, li que uma encomenda chegou no Brasil e o rapaz ainda a esta esperando, pode ser que ela não esteja na guarda do correio é sim com a receita federal, só peço a todos que se informem e não acreditem muito em Moreira franco pois esse terminará junto ao lula em presidente prudente ou Bernardes

    Curtir