Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Governo estima avanço do PIB mais moderado em 2011

Fazenda adotou tom menos otimista, com estimativa de crescimento do PIB de 4,5% para este ano

Por Da Redação 21 set 2011, 09h35

A previsão de crescimento da economia brasileira ainda está acima da média em 2011, quando comparada às principais economias avançadas

O ministério da Fazenda prevê um crescimento mais moderado do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro neste ano, mas acima da média em 2011, quando comparada às principais economias avançadas. A previsão faz parte do novo boletim Economia Brasileira em Perspectiva, divulgado na manhã desta quarta-feira, pelo ministério, na versão em inglês que será apresentada pelo ministro Guido Mantega em sua viagem aos Estados Unidos, onde participa da reunião anual do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Segundo o boletim, as medidas do governo para esfriar a economia em 2011 estão sendo efetivas. Desta vez, no entanto, o ministério da Fazenda não traz previsão para o crescimento do PIB em 2011 e nos próximos anos, como era padrão nas versões anteriores. No boletim que antecedeu o atual, por exemplço, a pasta estimava um crescimento do PIB de 4,5% em 2011. Desta forma, o novo boletim quebra o padrão comparativo com os demais.

No documento divulgado, a Fazenda apenas relembra que a expansão do PIB foi de 1,2% no primeiro trimestre de 2011, tendo esse crescimento abrandado no segundo trimestre, para 0,8% em relação ao trimestre anterior e 3,1% ante o mesmo período de 2010, e destaca que no acumulado de quatro trimestres, o crescimento foi de 4,7%. “Apesar desta moderação, a economia brasileira deverá crescer a um ritmo acima da média em 2011, quando comparado às principais economias avançadas”, diz o comunicado. A Fazenda manteve a previsão de expansão da Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) para 19,5% do PIB em 2011. O documento destaca que a expansão da economia seguirá com o fortalecimento do mercado doméstico.

(Com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade