Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Governo espanhol estuda ‘resposta adequada’ a interesses do país

Por Da Redação 16 abr 2012, 14h13

Madri, 16 abr (EFE).- O governo da Espanha está estudando a decisão da Argentina de expropriar 51% da petrolífera YPF, controlada pela Repsol, para dar uma resposta adequada aos interesses espanhóis.

Nesta segunda-feira, a presidente argentina, Cristina Kirchner, declarou a maior parte dos títulos da companhia como sendo de utilidade pública e sujeitos a desapropriação, e enviará ao Congresso o projeto de lei que estabelece a medida.

Fontes do Palácio da Moncloa, sede do Executivo espanhol, lembraram declarações feitas hoje pelo presidente do Governo, Mariano Rajoy, garantindo que ‘onde houver uma empresa espanhola, lá estará o governo, defendendo seus interesses como próprios’.

Por sua vez, o secretário espanhol de Estado de Cooperação Internacional e para a região ibero-americana, Jesús Gracia, disse que a desapropriação de 51% da companhia petrolífera, controlada pela Repsol, representa ‘uma decisão muito pessoal do governo argentino’.

A secretária-geral do Partido Popular espanhol, María Dolores de Cospedal, declarou por sua vez que o governo liderado por Mariano Rajoy dará uma resposta adequada à Argentina por essa decisão, e que o fará apoiado por seus aliados europeus. EFE

Continua após a publicidade

Publicidade