Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo espanhol anuncia cortes no imposto de renda

A alíquota máxima, paga pelos mais ricos, será reduzida de 52% atualmente, uma das mais altas do mundo, para 45% nos próximos dois anos

O governo da Espanha anunciou um amplo pacote de cortes de impostos, em um movimento que busca reduzir o ônus fiscal sobre a classe média.

A Espanha vai reduzir a taxa máxima de imposto de renda de 52% atualmente, uma das mais altas do mundo, para 45% nos próximos dois anos e, ao mesmo tempo, vai implementar cortes similares a outras faixas de renda. A taxa de imposto corporativo geral no país também será reduzida de 30% para 25%.

Os cortes revertem parte dos aumentos de impostos adotados pelo primeiro-ministro Mariano Rajoy logo depois de assumir o cargo, em dezembro de 2011. Diversas vezes Rajoy admitiu que as elevações iam contra suas promessas eleitorais e prometeu reduzir as taxas assim que possível.

Leia também

Espanha também incluirá drogas e prostituição no resultado do PIB

Felipe VI é proclamado o novo rei da Espanha

O anúncio surge em um momento em que a economia espanhola está dando sinais claros de recuperação pela primeira vez em seis anos. No mês passado, o Instituto Nacional de Estatística (INE) informou que a quarta maior economia da zona do euro cresceu 0,5% no primeiro trimestre deste ano, ante o mesmo período do ano passado, um dos desempenhos mais fortes da zona do euro.

Autoridades do governo afirmam que o crescimento mais forte abre espaço para cortes de impostos e preveem que a receita fiscal pode subir, apesar das taxas mais baixas, o que ficará em linha com os planos de redução do ainda significativo déficit orçamentário do país.

(Com Estadão Conteúdo)