Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Governo de SP vai privatizar 5 aeroportos regionais

O estado de São Paulo prevê conceder 19 aeroportos à iniciativa privada, num investimento estimado de 1,6 bilhão de reais por parte do setor privado

Por Da Redação 17 jun 2013, 16h26

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou, nesta segunda-feira, o início do processo de concessão de cinco aeroportos regionais de São Paulo. Os aeródromos dos Amarais, em Campinas, de Jundiaí, de Bragança Paulista, de Ubatuba e de Itanhaém serão concedidos em um único pacote e destinados à aviação executiva, segundo o governador.

O estado de São Paulo prevê conceder 19 aeroportos à iniciativa privada, um investimento estimado de 1,6 bilhão de reais, dentro do programa do governo federal de fomentar o uso das pistas regionais. Alckmin esteve em Campinas para o anúncio da obra de prolongamento do anel viário Magalhães Teixeira, no trecho entre as rodovias Anhanguera e dos Bandeirantes.

Leia também:

Dilma abre a torneira para a farra dos aeroportos regionais

Governo usará concessões para engordar superávit primário

EBP fará road show para atrair investidores para Galeão e Confins

Concessão de Galeão e Confins deve render, no mínimo, R$ 14,91 bi

Na obra, de 5,8 quilômetros, o investimento previsto é de 149,1 milhões de reais e o cronograma estima 24 meses para a conclusão. O anel viário liga atualmente as rodovias D. Pedro 1º à Anhanguera. Após a ligação à Bandeirantes, a pista deve ser ampliada até a Rodovia Santos Dumont.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade