Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Governo chinês estima crescimento de 7,6% em 2013

Número, se confirmado, ficará um pouco acima da meta oficial, de 7,5%

Por Da Redação 26 dez 2013, 07h14

O governo chinês estima que a economia do país encerre o ano de 2013 com crescimento de 7,6%, pouco acima da meta de 7,5% e ligeiramente abaixo do verificado em 2012, quando o Produto Interno Bruto (PIB) da China registrou expansão de 7,7%. Os dados constam em relatório da Comissão do Desenvolvimento Nacional e Reforma reproduzido pela agência estatal Xinhua.

Ao comentar o relatório, o chefe do órgão de planejamento econômico da China, Xu Shaoshi afirmou a parlamentares que incertezas permanecem na recuperação econômica global e que o mercado internacional não foi capaz de produzir forte demanda. Internamente, os maiores desafios são os custos mais elevados de trabalho e ambientais para as empresas. “Não podemos negar uma pressão para baixo sobre o crescimento econômico”, afirmou Xu.

A previsão está em linha com as estimativas de analistas sobre o desempenho econômico, entre 7,6% e 7,7% em 2013, mas ainda coloca o crescimento da China perto do ritmo mais fraco desde a crise financeira asiática em 1997/98.

Estabilidade em detrimento de rápido crescimento continua sendo a palavra de ordem no comando do país. O presidente Xi Jinping e o primeiro-ministro Li Keqiang buscam avançar com planos radicais para reestruturar a economia da China, impulsionada pelo consumo e serviços, em vez de exportações e investimento.

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade