Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo central tem superávit de R$ 16,6 bilhões em abril

Despesas aumentaram 10% no acumulado do ano, enquanto as receitas subiram 9,9%; déficit da Previdência ficou em R$ 3,07 bilhões no mês

O governo central – formado pelo Tesouro Nacional, Banco Central e Previdência Social – registrou superávit primário de 16,59 bilhões de reais em abril, informou o Tesouro nesta quinta-feira. Em março, o resultado havia sido positivo, mas menor, de 3,2 bilhões de reais. Nos quatro primeiros meses do ano, a economia feita para o pagamento de juros acumula saldo positivo de 29,66 bilhões de reais. Em relação aos quatro primeiros meses de 2013, o superávit aumentou 8,7%.

O saldo do mês passado é resultado de um superávit de 19,56 bilhões de reais do Tesouro Nacional, um déficit de 3,07 bilhões de reais da Previdência e do resultado do Banco Central que ficou positivo em 109,1 milhões de reais. As receitas do governo central em abril somaram 96,03 bilhões de reais (aumento de 20,1% em relação a março), enquanto as despesas totalizaram 79,43 bilhões (crescimento de 3,4%).

No acumulado do ano, o superávit primário totalizou 1,81% do Produto Interno Bruto (PIB), o mesmo de igual período do ano passado. A conta de receitas e despesas do quadrimestre ficou, respectivamente, em 344,36 bilhões e 314,70 bilhões de reais – altas de 9,9% e 10% em relação ao mesmo período de 2013.

A Dívida Líquida do Tesouro Nacional (DLTN) alcançou 943,3 bilhões de reais em março, o que corresponde a 19% do PIB.

Leia mais:

Governo ‘esconde’ estatais no cálculo do superávit primário

Contabilidade criativa de Augustin no Sul deu origem a rombo de R$ 7 bi

Expectativa – O resultado, porém, não surpreendeu porque já havia sido adiantado pelo secretário do Tesouro, Arno Augustin, no início do mês. Augustin fez as declarações após participar da reunião mensal fechada com a Comissão de Finanças da Câmara, para debater a execução orçamentária da União.

“Vamos divulgar o resultado de abril no final do mês de maio, mas as informações que temos nos levam a dizer com tranquilidade que nós atingimos a meta do quadrimestre”, disse na ocasião. Segundo a Agência Brasil, Augustin esperava “um superávit primário muito forte”. “Abril é um mês de receitas mais altas em função do calendário de pagamentos de tributos e se confirmou o que nós tínhamos previsto de receitas e despesas”, acrescentou.

Objetivo – A meta do governo central é economizar 80,8 bilhões de reais este ano ou 1,55% do PIB. Já Estados e municípios têm como meta economizar juntos 18,2 bilhões de reais, ou 0,35% do PIB. No total, o superávit primário do setor público deverá fechar o ano em 91,31 bilhões de reais, 1,9% do PIB. Inicialmente, a proposta era atingir 110,9 bilhões de reais no ano, mas o ministro Guido Mantega afirmou que o setor público não conseguirá cumprir essa meta, devido à previsão de não cumprimento da meta de estados e municípios.

Leia também:

Mantega reconhece que governo �forçou a barra� para fechar as contas em 2012

Superávit de março indica deterioração fiscal, diz consultoria

Mantega anuncia 2,5% do PIB como meta de superávit primário para 2015