Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo anunciará esta semana aumento do biodiesel no diesel

Segundo fontes do setor, a proposta é de aumento do porcentual da energia renovável em julho para 6% e, posteriormente, para 7%

O governo brasileiro elevará a mistura de biodiesel no diesel a partir de julho, de 5% para 6%, disseram representantes da indústria nesta segunda-feira. Posteriormente, em novembro, o teor do biocombustível no combustível mineral subirá para 7%. O aumento da mistura será realizado por medida provisória, numa cerimônia que está sendo planejada para quarta-feira desta semana no Palácio do Planalto.

Com uma mistura de 7%, a expectativa é que o consumo de biodiesel no Brasil suba dos 3 bilhões de litros atuais, aproximadamente, para 4,2 bilhões de litros ao ano. Além de diminuir a necessidade de a Petrobras importar diesel, a medida também reduz a capacidade ociosa da indústria de biodiesel e incentiva a produção de soja, principal matéria-prima do biocombustível no país.

Para o presidente da Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil (Aprobio), Erasmo Battistella, o aumento da mistura vem em um momento propício para a indústria. “É uma vitória do setor não só pelo aumento, mas pela volta da aposta nas energias renováveis. Para mim, esta é a grande vitória do anúncio desta semana.”

Leia também:

Petróleo em alta no exterior deve aumentar defasagem de preços da Petrobras

Graça: reajuste da gasolina impactou ganho da Petrobras

O aumento da mistura vinha sendo discutido desde o ano passado, mas encontrava resistência no Ministério da Fazenda, que temia impacto inflacionário com a mudança. “A Fazenda tinha essa preocupação inflacionária, que parece que foi superada. Não é exatamente o marco regulatório que o setor desejava, mas é uma notícia muito bem-vinda”, afirmou o assessor econômico da Associação Brasileira da Indústria de Óleos Vegetais (Abiove), Leonardo Zilio, descartando impacto no índice de preços com a medida.

Segundo ele, estudo de 2012 da Fundação Getúlio Vargas (FGV) apontou que, com uma mistura maior, o aumento no custo da cesta básica não chegaria a 20 centavos de real, enquanto um repasse do custo para o valor da passagem de ônibus, por exemplo, seria menor que 1 centavo de real. Mas Zilio ressaltou que, desde a divulgação do estudo, o preço do biodiesel caiu e o valor do diesel mineral subiu, diminuindo ainda mais os efeitos nos preços. “O impacto agora é menos que 50% do que foi estimado.”

Leia mais:

Petrobras e Mantega ‘batem cabeça’ sobre reajuste de combustível

ANP autua 63 postos de combustível em três estados

Petrobras – O aumento da mistura ainda reduziria a necessidade de importações do combustível pela Petrobras, cujos resultados vêm sendo afetados por compras do diesel no exterior a preços mais altos que os de venda no mercado interno. A título de comparação, o consumo adicional de 1,2 bilhão de litros de biodiesel, com a mistura de 7% em vigor durante um ano todo (possível em 2015, por exemplo) representaria cerca de 10% do volume que o Brasil importou de diesel em 2013, segundo dados da indústria.

Em consequência do aumento da demanda pelo biocombustível, serão necessárias 8 milhões de toneladas a mais para atender a nova mistura, segundo especialistas, pouco menos de 10% do volume da última colheita. O Brasil teve uma safra recorde de mais de 86 milhões de toneladas de soja na última colheita (2013/14). A expectativa para 2014/15 é de 90 milhões de toneladas.

Sem confirmação – Procurada, a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto informou que há previsão de evento na quarta-feira, mas não deu detalhes. O Ministério de Minas e Energia não retornou imediatamente contato sobre pedido de mais detalhes a respeito do texto da medida provisória.

(com agência Reuters)