Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo adia divulgação de lista de importados com imposto maior

Itens só serão divulgados em 17 de outubro, segundo a Camex

Em entrevista após uma palestra que proferiu no Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex), no Rio, o secretário-executivo da Câmara de Comércio Exterior (Camex), Emílio Garófalo, esclareceu que o órgão não conseguirá divulgar nos próximos dias os novos 100 produtos que terão aumento na alíquota sobre importação.

Segundo ele, a Camex divulgará apenas as regras para a confecção da nova lista, que pode receber sugestões do setor produtivo e ainda terá que passar por consulta ao Mercosul. “Já fizemos a primeira lista de 100 produtos. Depois de anunciada a lista, para cumprir a burocracia do Mercosul, ainda tem mais 15 dias úteis. Vale a partir de 1º de outubro”, disse Garófalo, esclarecendo as informações prestadas no fim da manhã desta quinta-feira.

Leia mais:

Camex elevará imposto de importação para 200 produtos

Camex baixa imposto de importação de três produtos

Governo sobe imposto de importação de 100 produtos

A lista que foi anunciada no início do mês, de outros 100 produtos, já passou pela consulta ao bloco econômico e a nova alíquota passa a vigorar a partir de 1º de outubro. “Na próxima reunião da Camex, dia 17 (de outubro), vamos começar a discutir os critérios para escolher os novos 100 (produtos que terão aumento no imposto)”, acrescentou.

Segundo Garófalo, o órgão recebe as solicitações do setor produtivo e repassa as sugestões para o grupo de estudo antes de bater o martelo sobre a tributação. “Provavelmente vamos soltar uma resolução pedindo para que os setores produtivos sugiram de novo os produtos, aí reúne o grupo de trabalho e ficam mais seis meses olhando os números dos últimos três anos de importação, consumo interno, efeito na inflação, efeito na cadeia produtiva. É complicado”, completou.

(Com Agência Estado)