Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Google supera Apple em lista de marcas mais valiosa do mundo

Levantamento feito pela consultoria Millward Brown mostra que Google atingiu um valor de US$ 229,19 bilhões, contra US$ 228,46 bilhões da Apple

O Google superou a Apple na lista das marcas mais valiosas do mundo, segundo levantamento feito pela consultoria Millward Brown. Ao alcançar um valor de 229,19 bilhões de dólares, o Google aumentou em 32% o montante em relação à lista de 2015. Enquanto isso, Apple retrocedeu 8%, 228,46 bilhões de dólares, caindo para a segunda colocação.

“A inovação contínua, o aumento de receitas com publicidade e o crescimento do negócio na nuvem contribuíram para que o Google substituísse a Apple no posto número um”, afirmou em comunicado a empresa de consultoria, filial da empresa de publicidade WPP.

A Millward Brown publica desde 2006 a chamada lista BrandZ. Segundo o levantamento, a Microsoft voltou a ficar com a terceira posição (121,82 bilhões de dólares), e a companhia de telecomunicações AT&T com a quarta (107,38 bilhões de dólares).

A Millward Brown considera que foi um ano “estável para a marcas mais potentes do mundo”, dadas as “pressões econômicas mundiais”, como a desaceleração da China. A empresa de consultoria ressalta ainda que as marcas que mais inovaram e souberam “mostrar suas inovações aos consumidores” foram Google, Amazon – na sétima posição, com um valor de 98,98 bilhões de dólares – e Facebook – em quinto, avaliado em 102,55 bilhões de dólares.

Leia mais:

IPCA sobe 0,78% em maio, maior nível para o mês em oito anos

BC deve manter juros em 14,25% na última reunião com Tombini

“As marcas que mais crescem, independentemente do setor ao qual pertençam, são as que propõem desafios e que adotam modelos e mentalidades transgressoras”, expressou em comunicado o diretor da empresa de consultoria, David Roth.

“São marcas que estão fazendo cambalear os alicerces de outras categorias com inovações que vão além de produtos e tecnologias novas, por exemplo transformando a forma como se presta um serviço, melhorando a experiência do consumidor ou mudando o formato”, acrescentou Roth.

(Com Agência EFE)