Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Google anuncia polêmica nova política de privacidade

Washington, 24 jan (EFE).- O Google anunciou nesta terça-feira que unificará as mais de 60 políticas de privacidade de seus produtos, uma mudança obrigatória para todos os usuários e que permitirá que o gigante da internet siga suas atividades em qualquer um de seus serviços.

A mudança, que entrará em vigor em 1º de março, autorizará a companhia a lembrar os interesses expressados por um usuário em um e-mail enviado pelo Gmail para aperfeiçoar seus resultados de busca no Google, por exemplo.

Segundo explicou a diretora de privacidade, produtos e engenharia do Google, Alma Whitten, a decisão de unificar as políticas de privacidade da grande rede de produtos pertencentes ao Google implica também combinar os dados introduzidos em cada um deles.

‘Se você estiver conectado à sua conta, pode ser que combinemos as informações que tiver proporcionado em um dos serviços com as informações de outros serviços’, disse Alma em um post publicado no blog oficial da empresa.

‘Em resumo, trataremos você como um único usuário em todos os nossos produtos, o que representará uma experiência com o Google mais simples e intuitiva’, acrescentou.

Além de Google e Gmail, a nova política também se estende ao YouTube, à rede social Google + e aos usuários de telefones Android, que devem conectar-se a sua conta do Google ao acessar seus dispositivos.

Há duas semanas, a companhia foi muito criticada ao introduzir uma mudança em seu buscador que permite que as atualizações dos amigos do usuário no Google + apareçam quando este realiza uma busca no site.

A companhia assegurou nesta terça-feira, no entanto, que seus princípios de privacidade ‘seguem intactos’ e que ‘nunca’ venderá informações pessoais do usuário nem as compartilhará ‘sem sua permissão’, excetuando circunstâncias ‘excepcionais’ como ‘pedidos legais válidos’.

A combinação das políticas de privacidade em uma só ‘mais curta e fácil de ler’ está focada em um futuro aperfeiçoamento das buscas do Google, segundo a empresa.

Se o usuário já expressou em um e-mail seu interesse por animais, o buscador mostrará a ele um felino, e não um automóvel, quando teclar a palavra ‘jaguar’, explica a companhia em um vídeo de apresentação da nova política.

‘Isto pode significar, inclusive, que possamos dizer quando se atrasará para uma reunião, nos baseando em sua localização, sua agenda e nas condições do tráfego em sua localidade’, assegura o vídeo da companhia.

Google começou nesta terça a enviar a nova política de privacidade a seus usuários via e-mail, além de publicá-la em seu site oficial. EFE